Aulas

(Ministro aulas particulares de canto lírico apenas para vozes femininas).


Conteúdo trabalhado em aulas


Nas aulas de canto, trabalho conteúdos teóricos e práticos, tais como:
  1. Introdução básica sobre fisiologia vocal
  2. Respiração
  3. Relaxamento
  4. Apoio
  5. Afinação
  6. Ressonância
  7. Projeção e colocação vocal
  8. Prática de repertório

Os conteúdos teóricos sobre fisiologia vocal abrangem, de forma geral, o estudo:

  • das pregas vocais;
  • dos músculos intrínsecos e extrínsecos da laringe;
  • dos músculos torácicos e abdominais;
  • tipos de respiração e respiração correta para o canto; e
  • tópicos sobre os cuidados gerais da saúde vocal.

As aulas práticas constituem-se de:

  • exercícios de relaxamento;
  • exercícios de respiração;
  • vocalizes; e
  • prática de repertório.

Exercícios de relaxamento antes da aula ajudam a tirar, especialmente, a tensão muscular do pescoço, ombros, braços e lombar. Isto é importante para que a aula tenha maior rendimento e o aluno aprenda a reconhecer os grupos musculares de seu corpo que estão mais tensos no momento.

Exercícios de respiração são imprescindíveis para que o aluno domine sua musculatura para obter melhor apoio e capacidade respiratória no canto.

Os exercícios de vocalizes servem para trabalhar, com maior acuidade, a musculatura faríngea e laríngea, ressonância, projeção vocal e também afinação. Esses exercícios são trabalhados de acordo com a necessidade do aluno, através da entoação cromática de vogais, sílabas ou frases, em forma ou não de escalas, com o objetivo de fazer com que o aluno desenvolva a propriocepção de sua musculatura vocal e também corporal, e aprenda a utilizar os músculos e os ressoadores certos para o canto lírico, melhorando sua postura, afinação e ressonância e aumentando sua projeção sonora sem ofender as pregas vocais. 

Além dos exercícios respiratórios e vocais aprendidos durante a aula, há também a prática de repertório. A prática de repertório vai variar de acordo com a categoria vocal do aluno e seu nível técnico. A escolha do repertório deve ser adequada para que a qualidade vocal e o rendimento das aulas seja o maior possível.

Eu também dou aulas de canto para crianças (meninas) que queiram, um dia, tornaram-se cantoras líricas. Para estas, o estudo do canto é mais brando, com exercícios de respiração e relaxamento, vocalizes leves com trabalho de afinação, e prática de repertório adequado à idade, até à puberdade, quando dá-se início à técnica do canto lírico propriamente dita.

O mau uso da voz, tanto falada quanto cantada, pode ocasionar sérios problemas às pregas vocais, que são os músculos principais da emissão vocal, e, consequentemente, à voz. Jamais deve-se sair de uma aula de canto com a voz rouca, soprosa (com ar) ou com a garganta doendo. Se isto acontecer, é sinal que exercícios ou estão sendo executados de forma errada pelo aluno ou orientados de forma errada pelo professor.

A progressão no canto depende do interesse individual de cada aluno, já que seu desenvolvimento provém do estudo sistemático e contínuo da técnica vocal e do repertório.


Outras informações...


Para valores e mais informações, entre em contato através do e-mail: